O Milagre de Tancos, a GG e as comunicações de campanha


Amanhã, 9 de Abril (data do desastre de La Lys), a partir das 10:00h, realiza-se no Centro Cultural da Barquinha, no edifício da Biblioteca, um colóquio sobre a GG e o Milagre de Tancos. A entrada é livre.

Entre outros, serão oradores os coronéis Aniceto Afonso e Jorge Costa Dias, membros da CHT, que falarão sobre “As comunicações em campanha – Da Divisão de Instrução à instalação do CEP”.
Tancos Barquinha

Anúncios

4 comentários a “O Milagre de Tancos, a GG e as comunicações de campanha

  1. Exmos Sr(s) Oficiais
    Como militar de transmissões que fui do SMO no longínquo ano de 1982 (1º cabo da Companhia de manutenção 185/82 do Rtm), é com agrado que vejo as informações sobre as Transmissões Militares do Exército Português, ao longo dos anos nomeadamente no conflito de 1914/1918,
    Por coincidência faço anos no dia 9 de Abril, (o meu pai sempre me lembrou ser um dia triste para o Exército Português, ele também foi um militar de transmissões e ambos percorremos, também por coincidência as mesmas unidades onde cumpri o meu SMO), talvez por isso sempre me interessei por assuntos Militares.
    Foi e é também com ORGULHO, que constatei no Arco do Triunfo em Paris,
    (pois já assisti ao vivo às comemorações do Armísticio no dia 11 de Novembro em Paris, e digo pelo menos para mim COMOVEU-ME, senti-me como um dos heróis Portugueses que lá estiveram), o relembrar Exército Português na Batalha de La Lys, inscritos num dos pilares do Arco do Triunfo.
    É pois com agrado, que verifico não estarmos esquecidos e que existem Oficiais,e demais colaboradores (nomeadamente o Exmº Sr. Coronel Manuel da Cruz Fernandes (que foi meu 2º Comandante), Exmº Sr. Coronel António Pena, entre outros que mantêm a História das Transmissões Militares em Portugal e demais questões associadas sempre lembradas e relembradas.
    Os meus Parabéns.
    Cumprimentos
    Amilcar Delgado
    (Ex 1º Cabo 185/82 Rtm)

  2. Gostei de saber desta notícia.
    Tenho o livro que fala da criação do Campo de Manobras de Tancos e das manobras de 1866. A partir daí a Eng. Militar ficou lá para melhore e manter o Campo para as próximas manobras. E assim lá acabou por ficar para sempre

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s