Tm – Gravata para traje civil


IMG_0052

Por deferência do nosso general Amadeu Garcia dos Santos, o primeiro de nós a usá-la, aqui fica uma fotografia da nova gravata das Transmissões. Respeita os símbolos, é sóbria e tem classe, logo, está Aprovada!

Entretanto, e muito amavelmente, o Diretor de Comunicações e Sistemas de Informação do Exército, MGen Xavier Matias, fez-nos chegar a respetiva Ficha técnica:

FT Gravata

Anúncios

5 comentários a “Tm – Gravata para traje civil

  1. Onde se pode adquirir uma gravata com a simbologia da Arma de Transmissões?
    Agradeço e aguardo uma informação
    Obrigado
    Amilcar Delgado
    Ex 1º cabo de Transmissões (manutenção) RTm 1982/1983

      • Sr. Coronel José Manuel Canavilhas,

        Pedindo antecipadamente as minhas desculpas pela intromissão na resposta dada,ao Sr. António Luís Pedroso Lima, agradeço também uma informação, sobre a possibilidade de aquisição de uma Gravata.
        Obrigado
        Amilcar Delgado
        Ex 1º cabo de Transmissões (manutenção) RTm 1982/1983

  2. Abrir o Blogue hoje foi, para mim, altamente gratificante, pois tive a enorme surpresa de verificar a existência da “gravata – símbolo das Transmissões Militares, usada pela primeira vez pelo general Garcia dos Santos”, como relata o autor do post e da fotografia, o coronel José Canavilhas.

    Julgamos que o Blogue, ao dar esta notícia, aumenta claramente o seu prestígio dentro e fora da Arma, pois sem ele a divulgação do conhecimento da gravata-símbolo seria inevitavelmente atrasado, se é que alguma vez viesse a ser difundido.

    Permito-me lembrar que o “aranhiço”apresentado na gravata foi primeiro o símbolo da Companhia de Telegrafistas de Praça (CTP) depois do BT, da EPT (Lisboa) e finalmente da Arma de Transmissões. Este símbolo apareceu em Portugal em 1901, com a CTP, e nele está incluído o castelo, símbolo da Engenharia Militar, que nesse ano passou a ter as responsabilidade nas Transmissões Permanentes do Exército em acumulação com as de Campanha, que já tinha desde 1884, data da criação da Companhia de Telegrafistas (de Campanha).

    No livro de Bon de Sousa, Ante – projeto de Organização de Telegrafia Militar, seguido de Elementos de telegrafia Elétrica Teórica e Prática, de 1976, apresenta o ante-projeto de uma Companhia de Telegrafistas que viria a ser a primeira unidade de Transmissões de campanha, criada em 1884.

    Dele consta o símbolo ligado a essa unidade, que não sabemos se foi adotado, ou não passou do ante-projeto e que se apresenta a seguir:

    Para ver o Símbolo da CT, “Clique aqui”

    De referir que mantém os raios, as letras TM (Telegrafia Militar) e o símbolo da realeza, não aparecendo o Castelo.

    Em relação à gravata tenho alguma curiosidade em saber quem foi o artista que a concebeu, se só há aquele exemplar (o que a tornaria um objeto de interesse museológico) e quando apareceu, o que desde já agradeço a quem me queira esclarecer.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s