Ainda o Infogestnet


Já “aqui” foi referido o interesse deste portal e da informação magnífica que disponibiliza gratuitamente.
(ver www.infogestnet.com e também http://www.facebook.com/portal.infogestnet)

Sou frequentador assiduo e, tendo-me apercebido de que faltavam algumas imagens numa das áreas que pesquisava, contactei os responsáveis por e-mail. Pois bem, já lá está muito mais, daquilo que eu andava à procura. Um exemplo é o importante documento que reproduzo, que confirma que os telégrafos de postigos (como lhes chamava o Ciera), persianas ou “palhetas” tinham uma razão de ser no nome, e, mais importante ainda, que eram calculados caso a caso, consoante o local e a distância a que estavam dos telégrafos com que comunicavam, mas sempre respeitando uma relação de 2 para 3. Também muito importante, o permitir ver o esquadro, as ripas e a existência dos reforços na zona da charneira, um simples pivot, e o ponto de inserção deste, assimétrico em relação à altura, o que permitia uma posição vertical natural em repouso:

Entretanto, o Cor Aniceto Afonso apercebeu-se da existência de mais um recente documento no Infogestnet, importante para a CHT, porque apresenta um inovador desenho do Maj Couto e Melo, cmdt do CT, datado de 15JUN1828, em que mostra o modelo de um novo tipo de telégrafo e informa que os telégrafos de sua invenção haviam sido aprovados na véspera para construção. Este “novo” telégrafo de palhetas é do tipo de corrediças, apresentando as palhetas (com 4×5 palmos cada) em situação de repouso recolhidas num caixilho colocado na parte inferior, e subindo e descendo por calhas formadas por sarrafos pregados nos 4 prumos, através de 3 cordas passando por roldanas, de forma a que fiquem as 3 no espaço entre os 2 prumos intermédios (certamente para facilitar a operação por um só homem). A altura total deste telégrafo de corrediças era de 26 palmos e a sua largura de 15, mais as larguras dos prumos:

Anúncios

Um comentário a “Ainda o Infogestnet

  1. Este post reafirma a ideia, já apresentada neste Blogue, da importância do Infogestnet para a CHT, pela informação que disponibiliza, complementando a ideia com a apresentação de dois exemplos selecionados.

    Aparentemente isto não tem nada de novo e foi essa a minha impressão inicial. Após alguma reflexão apercebi-me que a mensagem que o post transmite é muito forte pois realçando a caraterística do infogestnet disponibilizar um enorme manancial de informação documental, acentua a qualidade e o ineditismo do conteúdo desse informaçãol.através de dois exemplos, muito bem escolhidos,

    O post constitui assim um claro convite aos camaradas da CHT (e aos visitantes do Blogue) para que consultem o Infogestnet, o que se torna convincente, visto que o Cor José Canavilhas dá o exemplo pois é um assíduo utilizador do portal e apresenta os resultados do seu trabalho com os excelentes exemplos que dá.

    Pela minha parte tive dificuldades com o Infogestnet que considerava disponibilizar muito pouicos documentos, mas com a dica que o Cor José Canavilhas me deu para aplicar por exemplo a entrada “telégrafo and 1927” ou “telégrafo and 1928”, passei a dispor de mais de uma centena de documentos a analisar,

    Aconselho por isso a utilização do Infogestnet, pois tenho a convicção de que, se o fizerem, não deixarão de continuar e com isso aumentar a componente investigação da CHT.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s